Promege vai distribuir 1000 doses de sÍmen

Publicado em 20/05/2020, Por Assessoria de Imprensa

O governo de Ibiaçá e a Emater abrem as inscrições de 25 a 31 de maio para produtores de leite se cadastrarem no Programa de Melhoramento Genético (Promege) que vai distribuir nos próximos dias a maior quantidade de doses de sêmen já disponibilizadas pelo programa.

Conforme o prefeito Claudiomiro Fracasso serão distribuídas 1000 doses de sêmen de alta genética, nesta etapa. “É uma cadeia produtiva importante para o município, pois são produzidos 8 milhões de litros/ano, envolvendo 138 famílias que estão na atividade, gerando emprego e renda para os produtores rurais. Este ciclo movimenta a economia também por isso recebe nosso incentivo”, destacou o prefeito.

Segundo o médico veterinário, Eduardo Berton de Oliveira (Duda), a qualidade do leite é influenciada pela genética e também pela higiene no manejo. “Uma boa genética garante mais saúde animal e produtividade. A genética escolhida para a distribuição atende todas as caraterísticas e demandas do município. Estamos falando de um touro positivo para leite; que na parte de conformação vai melhorar tipo, úbere, pernas e cascos, e que tenha saúde. Precisamos de vacas longevas, que produzam mais, gerem renda, que emprenhem mais facilmente, produzam leite de qualidade e adoeçam menos”, observou o veterinário.

Este ano, o governo de Ibiaçá investiu R$ 26 mil no programa, que já atende os produtores do município não somente com a distribuição de sêmen , mas também com treinamento de inseminadores, identificação e classificação de animais, além de aquisição de materiais necessários para garantir o melhoramento genético dos bovinos.

Como participar do programa

Para participar do programa, o produtor deve contatar a Emater, informando seu nome e o nome de um inseminador para atender sua propriedade. De acordo com as normas, a propriedade com produção de até 60 mil litros/leite/ano, receberá cinco doses de sêmen. A partir de 60 mil litros/leite/ano, o produtor receberá 10 doses.  

Redação: Fonte Agência de Jornalismo